James Gunn fala sobre trabalhar na Marvel Studios e DC

O Esquadrão Suicida, comandado pelo cineasta, chega aos cinemas em 05 de agosto no Brasil.

James Gunn nos bastidores do filme da DC O Esquadrão Suicida
Divulgação

Faltando agora menos de um mês para o lançamento do filme O Esquadrão Suicida, aos poucos vão surgindo novidades. E agora, o diretor James Gunn falou sobre o processo de trabalho diferente que acontece na Marvel Studios e DC Films.

Em uma recente entrevista ao The New York Times, o cineasta James Gunn falou um pouco mais sobre a sua experiência em trabalhar com os dois maiores estúdios responsáveis pelo desenvolvimento de filmes de heróis da indústria de Hollywood.

Um dos pontos em que foi questionado, o diretor inclusive destacou que vê atualmente que a DC tem um lado extremamente positivo em contar com diversos tons nas suas histórias, já que isso faz com que a empresa acabe se diferenciando da Marvel Studios. Algo que o mesmo destaca que acontece nas HQs:

- publicidade -

“Eu acho que é ótimo. Essa é uma das maneiras em que a DC pode se distinguir da Marvel. O que eu faço é muito diferente do que Peyton Reed faz, é muito diferente do que Favreau fez, é diferente de Taika. Contudo, não é tão diferente quanto Shazam! e O Esquadrão Suicida. Eu acho que o atual grupo de pessoas que está no comando na Warner Bros. Pictures está realmente interessado em construir um mundo e criar algo que é único para quem faz os filmes. Nós estamos em um tempo estranho, então qualquer coisa pode acontecer”.

Continuando a falando sobre a sua experiência neste universo, o cineasta então acabou comentando um pouco mais sobre os bastidores das duas empresas. Com isso, ele acabou destacando inclusive o maior envolvimento de Kevin Feige (presidente da Marvel Studios) durante o processo de produção dos filmes:

“Não há dúvida que Kevin Feige é muito mais envolvido na edição (do filme) que as pessoas na Warner Bros. Ele dá mais notas. Você não precisa aceitá-las, e eu nem sempre aceito. Mas também, eu tive mais problemas. Se você viu o primeiro corte de Guardiões Vol.1, ele tinha mais problemas, porque aquela foi minha primeira vez fazendo algo tão gigante e existe um aprendizado sobre o que funciona e o que não funciona, retirando as coisas em excesso. A verdade é, conforme a Marvel continua e Kevin Feige começa a juntar posse sobre metade de todo filme em geral, ele se espalha mais”.

- publicidade -

Após falar um pouco sobre a sua experiência em trabalhar com as duas empresas, o cineasta James Gunn foi então questionado sobre os projetos do futuro. E com isso, o mesmo então indicou que Guardiões da Galáxia Vol. 3 pode ser o seu último projeto com a Marvel Studios, mas que a DC pode vir a lhe proporcionar algumas oportunidades com o seu multiverso:

“Eu não faço ideia do que irei fazer (no futuro). Para mim, Guardiões 3 provavelmente será o último. Eu não sei sobre fazer isso de novo. Eu acho que, por causa da habilidade de fazer coisas diferentes no multiverso DC, isso é divertido. Eles estão começando a realmente parecer com seus quadrinhos. O Universo Marvel sempre foi um pouco mais coeso, e a DC sempre teve mais boas histórias únicas.

Eles tiveram O Cavaleiro das Trevas Ressurge. Eles tiveram Watchmen. Eles tiveram A Piada Mortal. Eles tiveram o Monstro do Pântano de Alan Moore. O fato de eles terem feito Coringa, que é um tipo completamente diferente de filme, para mim isso é legal. Eu estou muito empolgado para o filme de Matt Reeves (diretor de The Batman). Eles estão envolvendo alguns cineastas muito bons. Eles sempre serão acerto ou erro – eu só não quero que eles se tornem tediosos”.

O futuro da Marvel Studios e DC Films nos cinemas

- publicidade -

Com os comentários de James Gunn tendo surgido recentemente na mídia, um dos pontos interessantes é relembrarmos como anda o planejamento da Marvel Studios e DC Films para os próximos anos.

Após o lançamento do filme Viúva Negra e da série Loki, a Marvel agora caminha para promover ainda em 2021 os lançamentos dos filmes Shang-Chi e a Lenda dos Dez Anéis, Os Eternos e Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa (este em parceria com a Sony Pictures). Além disso, as séries What If…?, Gavião Arqueiro e Miss Marvel também chegarão no Disney+ este ano.

Por sua vez, o ano de 2022 da empresa também promete ser recheado de novidades. Filmes como Doutor Estranho no Multiverso da Loucura, Thor: Amor e Trovão, Pantera Negra e The Marvels já estão confirmados. Outros projetos que também podem ser lançados ainda são as séries Cavaleiro da Lua, She-Hulk, Coração de Ferro, e até mesmo Invasão Secreta.

Já a DC seguirá com seus modelos separados. Enquanto as séries vão sendo desenvolvidas por diversas empresas para o canal The CW e a plataforma de streaming HBO Max, os filmes parecem finalmente ter encontrado o seu caminho. O calendário da empresa atualmente conta com apenas O Esquadrão Suicida para ser lançado ainda em 2021, durante o mês de agosto.

Por sua vez, 2022 será um ano agitado com lançamentos de The Batman em 04 de março de 2022, Adão Negro em julho, The Flash em novembro, e Aquaman 2 durante o mês de dezembro.

Leia também: O Esquadrão Suicida | Confira as primeiras reações da mídia internacional

Não deixe de acompanhar todas as notícias diárias sobre filmes e séries de heróis no Universo HeroicoAproveite também para curtir a nossa página no facebook, além de nos seguir no twitter e instagram.

-publiicidade-
Marco Victor Barbosahttps://www.jornadageek.com.br/
Formado em Jornalismo desde 2012, é o fundador dos sites Universo Heroico e Jornada Geek. Antigo frequentador de locadoras, colecionador de filmes, e agora um apaixonado por streamings. Amante de filmes, séries e games, além de acreditar que é possível vivermos em um mundo onde possa gostar de Marvel e DC.
-publicidade-
498FansCurti
14,815SeguidoresSeguir
1,353SeguidoresSeguir

Últimas Postagens

-publicidade-

Artigos Relacionados