InicioMarvelMarvel StudiosHomem-Aranha: Sem Volta Para Casa | Crítica

Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa | Crítica

Filme chegará aos cinemas na quinta-feira, 16 de dezembro.

Homem-Aranha: Sem Volta para Casa imagem do pôster
Divulgação

Classificação:

Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa | Crítica 1

Uma das estreias mais aguardadas do ano, Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa finalmente chegará aos cinemas nesta semana e, fazendo parte do grande multiverso que forma a Fase 4 do UCM, seria impossível dizer que o ato final da trilogia estrelada por Tom Holland é menos do que ambiciosa.

- publicidade -

Existindo em um mundo onde o teioso já foi visto lutando contra alienígenas e indo até o espaço, a trilogia feita em co-parceria entre a Sony PicturesMarvel Studios – sob supervisão de Kevin Feige Amy Pascal – só começou após o jovem Peter Parker ser apresentado em Capitão América: Guerra Civil quando tinha 15 anos. E, honestamente, acredito que ninguém esperava que a história do jovem herói nos cinemas encontraria novos horizontes como o que será visto no novo filme dos estúdios.

Talvez seja um papo de fã cujos olhos brilharam a ver um herói tão amado ser demonstrado na tela com tanto amor quanto ele recebe nos quadrinhos… Ou talvez seja essa expectativa toda que vem pairando ao redor do novo filme do Aranha e tudo isso tenha relação com as possibilidades que aquele famoso “fan service” entregue em Vingadores: Ultimato poderia proporcionar (afinal de contas, aquela cena final dos heróis contra o Thanos fez as salas de cinema parecerem estádios de futebol, lembra?).

Pois, é… Agora estamos falando de um multiverso, e, com todo respeito à tudo que foi criado até aqui: para o futuro do UCM, tudo é possível. Acredite, os trailers para este filme realmente são só a pontinha do iceberg e o que espera por todos aqueles que vão ver o longa nos cinemas é nada mais, nada menos, do que espetacular.

- publicidade -

Mas como falar de um filme com tantos segredos envolvidos? Bom, prometo tentar fazer justiça ao que vi…E podem ficar tranquilos, esse texto não terá spoilers.

A história de Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa

homem-aranha sem volta para casa imagem promocional
Doctor Strange (Benedict Cumberbatch) looks on at Spider-Man in Columbia Pictures’ SPIDER-MAN: NO WAY HOME.

Ambientado logo após os acontecimentos de Homem-Aranha: Longe de Casa, o novo filme do herói acompanha os desdobramentos ocasionados pela revelação da identidade de Peter Parker ao mundo e, consequentemente, como isso tudo afeta não somente ele, mas todos que estão a sua volta. Porém, a história não para por aí… Quando o jovem pede ajuda ao Doutor Estranho (Benedict Cumberbatch) para fazer com que as pessoas esqueçam que ele está por trás da máscara do nosso amigão da vizinhança, tudo sai de controle e vilões icônicos que já fizeram parte de outras versões do Homem-Aranha nos cinemas invadem o Universo Marvel para o que parece ser a maior batalha do garoto até aqui.

A sinopse oficial diz o seguinte:

- publicidade -

“Pela primeira vez na história cinematográfica do Homem-Aranha, nosso amigão da vizinhança é desmascarado, e não consegue mais separar sua vida normal da arriscada rotina de super-herói. Quando ele pede pela ajuda do Doutor Estranho, tudo fica ainda mais perigoso, forçando-o a descobrir o verdadeiro significado de ser o Homem-Aranha”.

Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa consegue equilibrar sua história e personagens, mesmo com o caos do multiverso

Homem-Aranha Sem Caminho Para Casa - Imagem 01
Divulgação

Um ponto válido de ser destacado logo de início é o fato de que, mesmo com a presença de tantos personagens, o roteiro escrito por  Chris McKenna e Erik Sommers consegue trazer um equilíbrio ideal para sua narrativa. E, apesar de estar lidando com um fator gigante que é o multiverso e todas as facetas que ele traz, o grande acerto da trama é focar justamente na jornada de Peter e o que realmente significa ser o Homem-Aranha.

Acredite, trabalhar em um filme dessa magnitude não é tarefa fácil. Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa lida não somente com a vida de um garoto sendo virada de cabeça para baixo após ter sua identidade revelada para todos – o que acaba por torná-lo a pessoa mais famosa do mundo -, mas também com o fato de que vilões icônicos estão retornando e indo atrás do rapaz para enfrentá-lo.

Como encaixá-los em um mundo onde, teoricamente, todos esses vilões estão mortos? Afinal, será que eles são mesmo aqueles antagonistas que apareceram nos filmes de Tobey MaguireAndrew Garfield? Só posso dizer uma coisa…como o material de divulgação mesmo pontuou: o multiverso realmente está aqui e as respostas para essas perguntas foram dadas de uma maneira, no mínimo, muito interessante.

A presença de todos os personagens que são utilizados durante a trama aparecem de maneira extremamente equilibrada e, se levarmos em consideração todos os vilões que estão confirmados além do elenco original que retorna para o terceiro filme, é um grande alívio dizer que McKennaSommers fazem um ótimo trabalho em criar, desenvolver e resolver os arcos de cada um dos personagens de maneiras satisfatórias e honrosas (e sim, estou falando principalmente sobre como os vilões foram utilizados e trabalhados aqui).

Não somente isso, o tom do filme também é apresentado de maneira equilibrada – com ação, drama, humor, momentos emocionantes e aquele toque de amor pelo personagem que aparece na medida certa. Realmente, tudo que é trabalhado durante a narrativa funciona como os dispositivos certeiros que levam a história à frente – e que guia o espectador para um terceiro ato recheado de ação e momentos épicos -, ditando o ritmo ideal para o longa, e explorando fatores emocionais que o Peter Parker vivido por Tom Holland nunca havia chegado perto antes.

Mas afinal, vale a pena ver Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa?

Homem-Aranha Sem Caminho Para Casa - Imagem 02
Divulgação

Seja você um fã do cabeça de teia ou do UCM no geral, o mais recente filme da Sony Pictures em parceria com a Marvel Studios com certeza deve fazer parte do seu calendário de lançamentos deste ano. O terceiro filme da trilogia dirigida por Jon Watts não é somente uma carta de amor ao universo do aranha, mas também aos fãs e todos àqueles que passaram pelas diversas histórias e versões do herói nos cinemas.

Sem Volta Para Casa é nada mais, nada menos, do que o projeto mais ambicioso de Watts até o momento e é um filme que, surpreendentemente, leva o espectador a uma aventura que não pode ser explicada e sim sentida. Por esse motivo, eu não poderia deixar de falar que essa é uma experiência digna de cinema, com ação, drama e muito mais, e que vai deixar qualquer admirador do teioso na ponta da cadeira assistindo e vendo, na telona, tudo aquilo que nós queríamos virar realidade – aproveitando toda sua grandiosidade e celebrando o universo do aracnídeo de uma maneira nunca vista antes.

Essa é a conclusão de um arco que vem sendo construído desde Homem-Aranha: De Volta ao Lar, que consegue não só aumentar as apostas e o seu escopo, como também entregar tudo o que promete, sem perder sua essência. E assim, ambicioso e recheado de surpresas, Homem-Aranha: Sem Caminho Para Casa encerra a trilogia estrelada por Tom Holland de maneira surpreendente e satisfatória, respeitando seus antecessores e criando caminho para um futuro, no mínimo, interessante.

Ah, e como de costume, o filme possui duas cenas pós-créditos, então fique até o final para ainda mais surpresas do que está por vir!

Assista ao trailer de Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa

Confira também: Homem-Aranha: Sem Volta Para Casa conquista 100% de aprovação da crítica

-publiicidade-
-publicidade-
498FansCurti
14,815SeguidoresSeguir
1,350SeguidoresSeguir

Últimas Postagens

-publicidade-

Artigos Relacionados